Escolha da Arrábida para co-incineração revela insensibilidade de Sócrates

Associação de Setúbal manifesta-se

16 abril 2001
  |  Partilhar:

O Movimento de Cidadãos "Por Setúbal" defendeu hoje que a escolha da Arrábida para a co-incineração revela a "insensibilidade" do ministro do Ambiente "pelos valores de um parque natural e de duas reservas naturais únicas".
 

 

Em comunicado, o movimento, que pretende concorrer às próximas eleições autárquicas, critica a escolha da cimenteira da Arrábida para a co-incineração de resíduos industriais perigosos e disponibiliza-se para lutar "contra a concretização da intenção do ministro José Sócrates".
 

 

O movimento "Por Setúbal" argumenta que a decisão de José Sócrates, além de constituir um "grave desrespeito pelo ambiente", não considerou a existência de um excelente hospital ortopédico (Outão) naquela zona e "põe em risco todo o futuro do concelho de Setúbal e de uma região cujo crescimento económico deveria ser apoiado no desenvolvimento das indústrias de turismo, da cultura e do lazer".
 

 

O PS de Setúbal e o presidente da Câmara Municipal, Mata Cáceres, também não escapam às críticas do movimento pela alegada "cumplicidade" com a decisão de eliminação dos resíduos industriais perigosos na cimenteira da Secil, no Outão
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.