Erva medicinal chinesa pode ajudar no tratamento da doença de Parkinson

Estudo da Universidade Baptista de Hong Kong

26 julho 2011
  |  Partilhar:

Uma erva medicinal chinesa poderá ser eficaz no tratamento da doença de Parkinson e ainda dos efeitos secundários provocados pelos tratamentos com medicamentos “ocidentais”, revela um estudo da Universidade Baptista de Hong Kong.

 

O estudo refere que os pacientes tratados com a erva medicinal chinesa “gou teng”, feita à base de caules e espinhos de videira, apresentaram melhorias significativas ao nível da capacidade de comunicação e uma moderação de sintomas como a depressão e dificuldade em adormecer.

 

“Os resultados são agradáveis”, disse Li Min, professora da Faculdade de Medicina da Universidade que liderou a equipa de investigadores, ao ressalvar, no entanto, que “a doença de Parkinson é incurável independentemente se tratada com medicamentos ocidentais ou chineses”.

 

Li Min espera que a erva medicinal chinesa possa ser amplamente utilizada nos tratamentos depois da segunda fase do seu estudo estar completa, em 2013. A erva pode ser comprada sem restrições mas a investigadora aconselha os pacientes a só a utilizarem caso esta seja prescrita por um médico.

 

A doença de Parkinson normalmente é tratada com medicamentos que provocam efeitos secundários como náuseas e alucinações. Ao utilizarem a erva medicinal chinesa, os pacientes puderam diminuir a dosagem dos medicamentos que tomavam e, por conseguinte, os seus efeitos.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.