Erros de medicação afectam 1,5 milhões de norte-americanos

Relatório do Instituto de Medicina

24 agosto 2006
  |  Partilhar:

 

Os erros na prescrição de medicamentos atingem todos os anos 1,5 milhões de pessoas nos EUA, revela um relatório do Instituto de Medicina norte-americano.
 

 

Se os hospitais, clínicas e outras unidades que prestam cuidados de saúde registassem cada um dos erros ou utilizassem sistemas de receita electrónica, muitos enganos poderiam ser evitados. "Os erros de prescrição estão entre os erros médicos mais comuns, atingindo todos os anos pelo menos 1,5 milhões de pessoas", afirmou o instituto no relatório.
 

 

Em causa estão receitas mal preenchidas, doses mal calculadas, remédios mal administrados ou cuja acção interfere com outros fármacos. A consequência é a morte de pelo menos sete mil pessoas todos os anos, diz o relatório do Instituto de Medicina. "Os custos extra destes danos nos doentes, apenas nos hospitais, serão no mínimo de 3,5 mil milhões de dólares (2,9 mil milhões de euros)", alerta o organismo.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.