Equipa de médicos reconstitui espinal medula em ratinhos

Investigação lança novas esperanças

16 novembro 2004
  |  Partilhar:

Uma equipa de médicos australianos anunciou ter descoberto um tratamento que permite reconstituir a espinal medula em ratinhos, um passo que abre caminho a um tratamento para os seres humanos.O novo tratamento - de que dará conta a revista Neuroscience - permitiu que ratinhos com lesões na espinal medula voltassem a andar, indicou esta equipa da Universidade de Melbourne.Dirigida por Mary Galea, a equipa australiana descobriu que a eliminação de uma molécula conhecida como EphA4 provocava uma regeneração significativa dos nervos da espinal medula. Ratinhos nos quais foi suprimida esta molécula recuperaram a capacidade de dar passos em três semanas e de mexer os tornozelos e os dedos das patas num mês.Durante pelos menos três meses, os animais foram também capazes de recuperar peso ao nível dos membros afectados e de melhorar a sua capacidade de andar e trepar. Serão ainda necessários cinco a dez anos para se iniciarem ensaios em seres humanos, segundo Mary Galea, mas, do seu ponto de vista, os resultados da investigação são os mais prometedores em muitos anos de investigação sobre a espinal medula.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.