Época balnear abre hoje com 14 praias interditadas
31 maio 2002
  |  Partilhar:

 

A época balnear abre sábado com 14 praias interditadas e
 

10 com água de má qualidade. A prática de banhos só deve ser feita em zonas recomendadas, incluindo nas 140 praias que vão ter bandeira azul.
 

 

Pela primeira vez este ano, as praias onde é recomendada a
 

prática de banhos vão ter afixado o aviso "Água com qualidade compatível com a prática de banhos".
 

 

"Pôr o pé na água" é desaconselhado pelo Instituto
 

Nacional da Água (INAG) sempre que esteja afixado um dos seguintes avisos: "Zona ribeirinha de recreio e lazer não classificada como zona balnear", "Zona temporariamente inapta para a prática balnear" e "Água imprópria para banhos".
 

 

Os valores indicativos do INAG para a época balnear de
 

2002, com base na classificação de 2001, referem três praias
 

costeiras interditadas até 2003 por estarem em obras: a praia da Árvore, em Vila do Conde, a praia do Castelo do Queijo, no Porto, e a praia de Albarquel, em Setúbal.
 

 

Também na costa, mas sem apresentar a razão de interdição,
 

o INAG indica mais oito praias que não devem ser frequentadas pelos banhistas: Lagoa (Póvoa do Varzim), Seca (Espinho), Rainha (Cascais), Lagoa de Santo André (Santiago do Cacém), Batata (Lagos), Angrinha (Lagoa), Inatel (Albufeira), Trafal (Loulé).
 

 

Nas zonas balneares do interior estão interditas três
 

praias até 2003, duas na região norte - Torre de Moncorvo (Foz do Sabor) e Miranda do Douro (Albufeira de Miranda) e uma no Alentejo - Marvão (Portagem - Represa).
 

 

Dez praias merecem ainda a classificação de "más" pelo
 

INAG, quatro costeiras (Marinas-Cepães e Suave-Mar em Esposende, e Frente Azul e Espinho-Baía em Espinho) e seis no interior, todas na região centro (Ribeira de Alge, Piódão, Ana de Aviz, Senhora da Piedade, Ortiga e Azenha dos Gaviões).
 

 

Os galardões bandeira azul para a época balnear deste ano
 

vão ser anunciados apenas a 5 de Junho, mas o presidente da
 

Associação Bandeira Azul, José Archer, já avançou à Agência Lusa que o símbolo de qualidade vai ser atribuído a 140 praias.
 

 

Cerca de 3.500 nadadores vão vigiar as praias
 

classificadas como zona balnear, estando atentos especialmente aos banhistas do sexo masculino que, quase todos os anos, são as maiores vítimas de acidentes mortais nas praias.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.