Epidemia na China

Consumo de tabaco deve tornar-se na principal causa de morte

16 agosto 2001
  |  Partilhar:

Os chineses parecem não estar a cumprir a tradicional vida saudável herdada dos seus antepassados. Segundo um estudo, o consumo de tabaco deverá tornar-se na principal causa de morte entre homens de meia-idade na China caso se continue a registar as actuais taxas de fumo.
 

 

O alerta chega através de um estudo feito por investigadores de Hong-Kong que ontem foi publicado na reputada revista British Medical Journal.
 

 

Nas próximas décadas, o tabaco vai causar um terço das mortes entre homens com idade igual ou superior a 35 anos na China, num total que representa 20 por cento da população mundial e corresponde a 30 por cento do consumo dos cigarros de todo o mundo, de acordo com os investigadores.
 

 

Os números são assustadores e não deixam dúvidas. Cerca de metade de todas as mortes entre os fumadores de meia-idade do sexo masculino serão provocadas devido ao consumo de tabaco. "Os perigos observados actualmente em Hong Kong prenunciam um aumento substancial nas mortes relacionadas ao tabaco entre homens de meia-idade na China continental nas próximas décadas se os padrões de fumo atuais persistirem", informou a equipe de investigadores liderada por T. H. Lam.
 

 

Dois terços de todos os homens jovens da China são fumadores e cerca de metade destes vai morrer devido a problemas relacionados com o fumo dos cigarros.
 

 

Estas estimativas foram baseados em informações de mais de 27 mil homens e mulheres chineses que morreram em Hong Kong e mais de 13 mil pessoas vivas. A relação entre causa de morte e hábito de fumar nos dez anos anteriores à morte foram comparados com informações das pessoas vivas.
 

 

Os homens fumadores apresentaram uma propensão duas vezes maior a morrer de todas as causas e duas a três vezes mais a perecer de doenças respiratórias do que homens não-fumadores, de acordo com o estudo.
 

 

As mulheres que fumavam também estavam mais propensas a morrer de todas as causas e mais de três vezes mais expostas a sofrerem de doenças respiratórias do que mulheres que não fumavam.
 

 

Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

Fonte: Reuters
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.