Epidemia de sida continua a aumentar no mundo

Imigrantes africanos estão a contagiar-se em Portugal

26 novembro 2003
  |  Partilhar:

A luta contra a sida continua muito aquém do necessário para «dominar» a epidemia que infecta diariamente pelo menos 14.000 pessoas e matou só este ano três milhões de indivíduos, alertou terça-feira a ONUSIDA.Os financiamentos, embora estejam a aumentar, continuam a ser demasiados débeis para combater a sida nos países em desenvolvimento: mais de 10 mil milhões de dólares serão necessários em 2005.Cinco milhões de pessoas contraíram o vírus da doença (VIH) este ano, o que eleva para 40 milhões o número de portadores no mundo, sendo 2,5 milhões crianças com menos de 15 anos e 26,6 milhões dos infectados na África subsaariana.Graças aos genéricos, o custo anual dos tratamento anti- retrovirais, que variava entre os 10.000 e os 12.000 dólares por doente no início de 2000, caiu para menos de 300 dólares por paciente, segundo o relatório, que tem por objectivo fazer «o ponto da situação sobre a epidemia da Sida em 2003».Campanha urgenteOs imigrantes africanos em Portugal contagiam-se com o vírus do VIH/Sida depois de entrar no país, o que implica o reforço das campanhas de prevenção dirigidas a esta comunidade, indica um estudo coordenado pelo virologista Ricardo Camacho.Em declarações à Lusa, o responsável pelo Laboratório de Virologia do Hospital Egas Moniz, em Lisboa, revelou que um quarto dos imigrantes africanos em Portugal que integraram uma amostra analisada no âmbito de um estudo europeu «têm uma forma do vírus que não existe em África».O estudo em questão, no qual participam 17 países europeus e que vai envolver 3.640 doentes até 2005, teve na terça-feira uma apresentação de resultados preliminares durante o segundo e último dia do IV Workshop Infecção VIH - «Integração sem Fronteiras», que decorreu no Estoril.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.