Epidemia de gripe põe mundo em alerta

Surto teve início no México

27 abril 2009
  |  Partilhar:

Uma nova estirpe do H1N1 que possui características da gripe suína, aviária e humana, já causou mais de uma centena de mortos no México, local onde se originou o primeiro foco de contágios.

 

Também nos EUA, Canadá e Espanha há já registos de pessoas infectadas.

 

No México, mais de 100 pessoas morreram em consequência do vírus, segundo o ministro da Saúde mexicano, José Ángel Córdova.

 

De acordo com as autoridades mexicanas, é de 1.614 o total de casos suspeitos de contágio pelo vírus, tendo muitas dessas pessoas já recuperado entretanto.

 

Para conter a propagação da epidemia, o presidente mexicano, Felipe Calderón, anunciou várias medidas de emergência, entre as quais o isolamento das pessoas com suspeita da doença. Com o mesmo intuito, igrejas, escolas e restaurantes fecharam portas e na capital, Cidade do México, as poucas pessoas que se aventuram a sair de casa usam máscaras cirúrgicas para tentar evitar o contágio.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou entretanto para o facto de o vírus ter o potencial de provocar uma pandemia, mas assegurou também que o mundo está hoje mais bem preparado do que nunca para lidar com uma ameaça deste tipo.

 

À imagem do que se passa em muitos países, Portugal tem já organizado um plano de contingência, que inclui um stock de medicamentos antivirais, distribuição de informação nos aeroportos e três hospitais em estado de alerta: são eles o Curry Cabral e o D. Estefânia, em Lisboa, o Hospital da Universidade de Coimbra e o São João no Porto.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.