Epidemia de coqueluche «ataca» no Afeganistão

Quarenta mil crianças ameaçadas

06 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Cerca de 40 mil crianças afegãs estão ameaçadas por um epidemia de coqueluche, que começou no nordeste do país, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que lançou na semana passada uma campanha de vacinação e tratamento.
 

 

Uma equipa conjunta do Ministério da Saúde afegão, da OMS e da Fundação de Aga Khan está a trabalhar no terreno desde quinta- feira. Mais de 151 pacientes estão a ser tratados com antibióticos e está em curso uma campanha de vacinação.
 

 

Perto de duas mil crianças já foram tratadas com antibiótico, após a detenção de uma centena de casos de coqueluche em Novembro último em quatro cidades do distrito de Khwahan, província do Badakhshan, região isolada das montanhas, fronteiriça com a China e o Tadjiquistão, segundo a OMS. A epidemia já afecta outro distrito vizinho da mesma província.
 

 

Esta é uma doença típica de crianças, a qual produz uma tosse característica, causada pela bactéria Bordetella pertussis. O tratamento consiste em repouso, boa alimentação e, se o médico achar necessário, antibióticos e sedativos para a tosse. A doença pode provocar a morte em crianças não vacinadas.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.