Epidemia de cólera alastra pela África Ocidental

Doença afecta nove países, Guiné-Bissau é o caso mais grave

05 setembro 2005
  |  Partilhar:

Uma epidemia de cólera está a alastrar rapidamente pela África Ocidental. Há mais de 31 mil casos diagnosticados e quase 500 pessoas são oficialmente dadas como mortas, alerta a Organização das Nações Unidas (ONU). A doença ameaça agora outros países, como o Congo, onde nos últimos dias se registaram 19 mortes e 700 novos doentes, o Chade ou os Camarões. A situação mais preocupante neste momento é a da Guiné-Bissau, com mais de nove mil casos de infecções desde meados de Junho e 172 mortes registadas. O sistema público de saúde está de rastos devido a anos de conflitos armados e "se nada acontecer, podemos ter um número de casos inimaginável" ,alerta um responsável da ONU na região, John Mulangu. Um aumento dos fundos e reforço de material de tratamento e prevenção da doença são as maiores necessidades. A OMS teme que a cólera continue a aumentar na Nigéria, o epicentro da grave crise alimentar que afecta a região, no Burkina Faso, Libéria, Mali, Mauritânia e Guiné, já assolados pela doença. A epidemia no Senegal, que atingiu o seu pico em meados de Março, poderá voltar a ficar fora de controlo. Desde Janeiro foram registados 20 mil casos da doença - são 3500 só de Junho para cá. Fonte: PúblicoMNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.