Enzima das salmonelas destrói actina celular

Descoberta sequência do ADN que a codifica

16 março 2001
  |  Partilhar:

As bactérias do género Salmonella são a causa mais frequente de intoxicação alimentar. Elas contaminam todos os tipos de carne usados na nossa alimentação. Em seres humanos imunocompetentes, esta infecção, em geral, não necessita de cuidados especiais, ao contrário do que acontece em indivíduos imunocomprometidos, tais como recém-nascidos e idosos.
 

 

O maior obstáculo no combate às infecções por salmonelas é a grande capacidade que estas têm para desenvolver resistências aos antibióticos.
 

 

Cientistas alemães do Instituto de Imunologia do Hospital Universitário de Hamburg-Eppendorf conseguiram identificar o gene responsável pelos sintomas mais graves da Salmonella.
 

 

Este gene codifica uma enzima que tem a capacidade de destruir a actina das células humanas. A actina é uma proteína que faz parte integrante da estrutura celular, participando na mobilidade da célula e no transporte de substâncias dentro desta. A destruição da actina celular facilita a invasão directa do organismo pela Salmonella.
 

 

Prevê-se que seja possível criar peptídeos capazes de inibir especificamente esta enzima das salmonelas a curto prazo, pois a investigação nesta área tem tido um crescimento exponencial.
 

 

 

Fonte: Gesundheits Scout24
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.