Enxaqueca pode dobrar o risco de trombose

Mulheres que tomam a pílula são um grupo de risco

03 março 2005
  |  Partilhar:

Quem sofre de enxaqueca corre o dobro do risco de sofrer um AVC (acidente vascular cerebral), concluíram especialistas americanos e canadianos, depois de analisarem 14 estudos sobre o tema.Os riscos de se ter um AVC são ainda maiores entre as pessoas que sofrem de enxaquecas com aura - tipo de enxaqueca caracterizada por manifestações do sistema nervoso, geralmente visuais, que precedem as dores de cabeça (como luzes, manchas brilhantes ou visão distorcida). Outro grupo considerado de maior risco, de acordo com as análises feitas pelos investigadores, é formado por mulheres que tomam a pílula anticoncepcional.O aumento no risco de trombose possivelmente é causado pela redução de sangue que chega ao cérebro, o que normalmente acontece em casos de enxaqueca, de acordo com a conclusão dos especialistas. Os cientistas da Universidade de Washington sugerem que as pessoas com enxaqueca corriam, em média, 2.16 vezes mais riscos de sofrer um AVC do que as pessoas que não sofrem de enxaqueca.As pessoas que sofrem de enxaqueca com aura estão em perigo de ter um AVC, cerca de 2.27 vezes mais, comparadas às 1.86 vezes nas vítimas de enxaqueca sem aura.Três estudos analisados por especialistas mostraram que as mulheres que sofrem de enxaqueca (e também fazem uso de contraceptivo oral) teriam oito vezes mais riscos de sofrer uma trombose do que as mulheres que não tomam a pílula.Apesar destas conclusões, os especialistas acham que serão necessários mais estudos para se definir com maior precisão a probabilidade de riscos de AVC.Traduzido e adaptado por: Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.