Enxaqueca na gravidez aumenta riscos vasculares

Estudo publicado no “British Medical Journal”

23 março 2009
  |  Partilhar:

Um estudo publicado no “British Medical Journal” revela que as mulheres que sofrem de enxaquecas durante a gravidez têm uma probabilidade 15 vezes aumentada de sofrerem de acidente vascular cerebral (AVC), 2 vezes aumentada de sofrerem um enfarte agudo do miocárdio e três vezes aumentada de desenvolverem trombos e outros problemas vasculares.

 

Os investigadores descobriram ainda que as mulheres com 35 anos de idade ou mais tinham uma maior probabilidade de sofrerem de enxaquecas durante a gravidez. Por outro lado, quando comparadas com as mulheres de 20 anos, as mulheres com 40 anos de idade ou mais tinham uma probabilidade 2,4 vezes aumentada de sofrerem de enxaqueca. As mulheres de raça branca tinham também uma maior probabilidade de sofrerem de enxaqueca do que as mulheres de outras raças ou etnias.

 

Para este estudo, Cherly Bushnell, do Wake Forest Baptist Medical Center, North Carolina, nos EUA, e os seus colaboradores analisaram os dados de 33 956 grávidas que foram diagnosticadas com enxaquecas.

 

Na opinião da líder da investigação, um bom cuidado pré-natal é essencial. As mulheres que sofrem de enxaquecas persistentes e severas durante a gravidez deverão estar atentas aos factores de risco, como pressão arterial elevada, colesterol alto, diabetes, história de trombos sanguíneos, doenças cardiovasculares e AVC prévios, adiantou ainda Cherly Bushnell.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.