Enxaqueca e depressão podem ter ligação genética

Estudo publicado na revista Neurology”

18 janeiro 2010
  |  Partilhar:

A depressão e a enxaqueca podem partilhar uma componente genética, razão pela qual muitos pacientes sofrem das duas condições, revela um estudo holandês publicado na revista “Neurology”.

 

No estudo, liderado por Gisela Terwindt, professora assistente de Neurologia na Universidade de Leiden, foram avaliadas 2.652 pessoas, todas descendentes de 22 casais que viveram na região holandesa de Rucphen entre 1850 e 1900.

 

“A informação genealógica mostrou as relações familiares, o que tornou possível a realização de uma análise genética", explicou a líder da investigação, em comunicado citado pelo sítio “Eurekalert”.

 

Verificou-se que, do total avaliado, 360 sofriam de enxaqueca (151 com aura e 209 sem aura). Um total de 977 pessoas apresentava depressão. Cerca de 25% das pessoas com enxaqueca tinham também depressão, enquanto apenas 13% das pessoas sem enxaqueca sofriam de depressão.

 

Os investigadores concluíram que os doentes com enxaqueca têm uma predisposição genética para a depressão e que a contribuição relativa dos factores genéticos para ambos os tipos de enxaqueca é de 56%, sendo que o valor para a enxaqueca com aura se situa nos 96%.

 

“A enxaqueca e a depressão ocorrem em simultâneo muito mais frequentemente do que seria de esperar”, afirmou a investigadora, acrescentando que: “esta relação é bidireccional: as pessoas que sofrem de enxaqueca têm um risco acrescido de depressão e vice-versa”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.