Enfermeiros em termo de contrato no Santo António continuarão ao serviço
29 agosto 2001
  |  Partilhar:

 

Os oito enfermeiros do Hospital de Santo António, no Porto, em risco de despedimento, continuarão em funções durante pelo menos mais três meses, revelou o director daquela unidade hospitalar.
 

 

Vítor Moreira fez a revelação após uma reunião com responsáveis do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, durante a qual foi abordado o caso dos oito enfermeiros em risco de desemprego por estarem no final do quarto contrato a termo certo consecutivo.
 

 

Vítor Moreira referiu que, na sequência do comunicado divulgado terça-feira pela Administração Regional de Saúde do Norte, decidiu celebrar contratos de três meses com aqueles profissionais, enquanto aguarda o despacho ministerial que dará cobertura legal à situação.
 

 

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses considerou que "a decisão soluciona provisoriamente o caso, continuando a ser necessário que o ministro da Saúde faça publicar rapidamente as medidas excepcionais que prometeu na semana passada.
 

 

Segundo o sindicato, no sistema de saúde português há uma carência de 12 mil enfermeiros, estando cerca de 1200 a trabalhar com vínculo precário, pelo que é bem vinda a ideia da tutela de descongelar 2 836 vagas e prolongar a possibilidade de serem efectuados contratos administrativos de provimento.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.