Enfermeiros do HGSA manifestam-se hoje na rua

A Praça da Liberdade é o "palco" escolhido

12 agosto 2003
  |  Partilhar:

 

Chegou a hora de agir. Os enfermeiros do Hospital Geral de Santo António, no Porto, descontentes com as situações com que têm sido confrontados saem hoje à rua para em praça pública manifestarem o seu descontentamento.
 

 

A Praça da Liberdade é o “palco” escolhido para os profissionais de enfermagem mostrarem desalento sobretudo em relação a quatro factores: a relação precária existente a nível contratual, a baixa remuneração, o não usufruto dos direitos e o aumento do risco, insalubridade e penosidade.
 

 

Segundo adiantou Raimundo Filipe, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), ao jornal O Primeiro de Janeiro, “actualmente são pagos apenas 25 por cento pelo trabalho realizado entre as 20 horas e as 7 horas, e os fins-de-semana fora deste período não serão pagos". O rosto do sindicato deixou ainda claro que "em virtude da elevada carência de enfermeiros, o usufruto de direitos nos hospitais públicos torna-se difícil", denunciando haver "folgas em débito, sobrecarga de trabalho e alta rotatividade de horários".
 

 

Esta manifestação tem uma característica muito particular. Esta prende-se com o facto de os enfermeiros junto das populações solicitarem nem mais nem menos do que um cêntimo. Todos os cêntimos recolhidos terão como destino o HGSA. Depois é esperar que esta manifestação e respectivos cêntimos tenham impacto e suscitem uma reacção.
 

 

Fonte: O Primeiro de Janeiro
 

 

Adriana José Oliveira
 

MNI – Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.