Enfermeiros criticam novo curso de enfermagem veterinária...

...e apontam falta de especialistas no país

12 julho 2004
  |  Partilhar:

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Augusta Sousa, criticou hoje a criação de um curso de enfermagem veterinária por considerar que vai «adulterar» o que se entende da profissão.O Ministério da Ciência e do Ensino Superior decidiu abrir para o próximo ano lectivo um curso de bacharelato em enfermagem veterinária no Instituto Politécnico de Viseu, um dos 80 novos cursos que vão entrar em funcionamento. Em declarações à Agência Lusa, Augusta Sousa considerou que este curso vem «adulterar aquilo que é a enfermagem».«A enfermagem baseia-se numa relação interpessoal, entre um enfermeiro e uma pessoa. Entendemos a necessidade de formação de técnicos na área da veterinária para darem apoio, mas chamar-lhe enfermagem é adulterar o que entende da profissão», comentou.A bastonária criticou ainda que o Ministério do Ensino Superior divulgue o aumento do número de vagas de enfermagem em conjunto com o dos cursos de tecnologias da saúde. Augusta Sousa disse à Lusa não perceber a razão pela qual se «mistura» o aumento das vagas dos cursos de enfermagem com os de tecnologias da saúde. A responsável considerou ainda ser «consensual» a necessidade de mais lugares nos cursos de enfermagem, mas alertou que «tudo depende de como é feita a sua distribuição».«Há regiões no país, como no Norte, onde não há condições para garantir uma formação com qualidade a mais alunos, porque há uma sobrelotação», referiu.Segundo o Ministério da Ciência e do Ensino Superior, as vagas nos cursos de enfermagem e tecnologias da saúde aumentam 7,3 por cento, de 3.347 vagas em 2003 para 3.591 para o próximo ano lectivo.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.