"Enfermeiro da Morte" condenado a prisão perpétua

Justiça suíça confirma morte de 22 idosos

16 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

 

A justiça suíça confirmou quarta-feira, 15 de Janeiro, a pena de prisão perpétua para um auxiliar clínico considerado culpado da morte de 22 idosos, no termo do mais grave processo por eutanásia ocorrido na Federação Helvética.  

 

O tribunal cantonal de Lucerna (centro) confirmou a sentença ditada pela Primeira Instância em Janeiro de 2005 contra Roger Andermatt, alcunhado pela imprensa o "Enfermeiro da Morte". O arguido não foi declarado culpado de sete homicídios com premeditação, mas 15 foram considerados "homicídios voluntários".  

 

Fonte: Lusa  

MNI-Médicos Na Internet  

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.