Enfermeira holandesa condenada a prisão perpétua

Lucy de Berk matou três bebés e uma mulher

25 março 2003
  |  Partilhar:

Uma enfermeira holandesa, Lucy de Berk, foi condenada na segunda-feira a prisão perpétua pelo Tribunal de Haia por quatro homicídios, entre os quais os de três bebés, e por três tentativas de homicídio, cometidos em hospitais da cidade.
 

 

Lucy de Berk, 41 anos, foi considerada culpada do homicídio de quatro pessoas - três bebés e uma mulher idosa - a quem deu substâncias letais.
 

 

«O Tribunal considera provado que a acusada cometeu de modo voluntário e premeditado estes quatro homicídios», declarou a juiz presidente, Jeanne Kalk. Os juízes consideraram-na igualmente culpada de tentativas de homicídio contra duas crianças e uma pessoa idosa.
 

 

A prisão perpétua era a pena pedida pela acusação, mas a defesa disse que ia recorrer da sentença.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.