Endometriose pode ser diagnosticada sem cirurgia

Estudo publicado na revista "Human Reproduction"

25 agosto 2009
  |  Partilhar:

Foi desenvolvido um novo meio de diagnóstico para a endometriose (crescimento de células de tecido endometrial fora do útero) que evita a cirurgia, de acordo com um estudo publicado na revista "Human Reproduction".

 

Actualmente, a cirurgia laparoscópica é considerada o único meio eficaz de diagnóstico precoce da doença. A outra opção ¿ o ultra-som ¿ tem apenas a capacidade de identificar os casos mais avançados. Contudo, estima-se que 30 a 40% das cirurgias não confirmem o diagnóstico, o que demonstra a ineficácia deste meio invasivo.

 

A nova técnica, desenvolvida por uma equipa liderada por Moamar Al-Jefout, da Sydney Medical School, na Austrália, consiste em colher pequenos fragmentos do endométrio (tecido que reveste o útero) durante um exame ginecológico normal, no consultório, sem a necessidade de anestesia (é administrado apenas um analgésico oral). Em seguida, o tecido colhido é enviado para laboratório, onde se procede à pesquisa da presença de fibras nervosas.

 

O estudo realizado com 99 mulheres concluiu ser possível fazer o diagnóstico através deste novo método, com uma precisão de quase 100%. Refere a investigação que 64 das mulheres que tiveram a doença confirmada através de cirurgia também apresentaram positivo no teste de pesquisa de fibras nervosas.

 

Deste modo, reforçam os cientistas, este método irá ajudar os médicos a realizarem uma melhor triagem das suas pacientes e irá evitar as cirurgias desnecessárias.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.