Empresas de genéricos e INFARMED acusados de venda "ilegal"

Laboratórios reforçam alerta

12 dezembro 2007
  |  Partilhar:

 

A Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED) e várias empresas de medicamentos genéricos, bem como o Ministério da Economia, são alvo de dezenas de processos interpostos por laboratórios farmacêuticos devido à alegada violação de patentes e consequente venda ilegal de fármacos.  

 

Perante as queixas dos laboratórios, o secretário de Estado do Comércio suspendeu há meses a fixação de preços de venda ao público dos medicamentos alvo de processos até que haja decisões judiciais. Mas uma fonte de um laboratório alegadamente lesado garantiu à Lusa que os medicamentos genéricos ilegais são dispensados, quer em farmácias hospitalares, quer no mercado de ambulatório.  

 

Por seu lado, a Autoridade Nacional do Medicamento afasta responsabilidades na violação de patentes e a Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos (Apogen), em declarações à Lusa, acusou os laboratórios farmacêuticos de terem a "clara intenção de paralisar o mercado".  

 

Fontes: Lusa e Público  

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.