Emoções negativas podem matar doentes cardíacos

Estudo publicado no “Journal of the American College of Cardiology”

09 julho 2009
  |  Partilhar:

O sentimento de raiva e outras emoções fortes podem desencadear ritmos cardíacos potencialmente mortais em doentes cardíacos, adianta um estudo publicado no “Journal of the American College of Cardiology”.

 

No estudo, da Yale University, em Connecticut, EUA, foram avaliadas 62 pessoas portadoras de doença cardíaca, com desfibrilhadores implantados, para detectar problemas cardíacos.
 

Os doentes do estudo participaram num exercício em que foram submetidos a situações que os deixavam zangados. Durante este processo, os participantes foram monitorizados por um aparelho denominado T-Wave Alternans, que regista as medidas de instabilidade eléctrica do coração.

 

Três anos após este exercício, a equipa, liderada por Rachel Lampert, verificou que as pessoas que demonstraram mais raiva tiveram um enfarte agudo do miocárdio. O estudo concluiu que as pessoas que apresentaram mais raiva tiveram uma indução de instabilidade eléctrica cardíaca 10 vezes superior à dos outros voluntários do estudo, menos vulneráveis ao sentimento negativo.

 

Nas conclusões, os investigadores alertam para o facto de a raiva poder realmente gerar um impacto no sistema eléctrico do coração e levar à morte súbita.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.