Emoções, música e cores

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

22 maio 2013
  |  Partilhar:

A associação que o cérebro faz entre as cores e a música depende da forma como esta nos faz sentir. O estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences” revelou que por exemplo o concerto nº1 de Mozart para flauta que é alegre é associado à cor amarela e laranja enquanto o Requiem, que é mais melancólico, é associado a cores mais escuras como o negro e o cinza azulado.
 

O estudo levado a cabo pelos investigadores da University of California, nos EUA, apurou que os seres humanos compartilham uma palete emocional comum, no que se refere à associação entre a música e as cores, que parece ser intuitiva e pode atravessar as barreiras culturais.
 

Neste estudo os investigadores contaram com a participação de 100 homens e mulheres, metade dos quais residia nos EUA e a outra metade do México. Os participantes foram convidados a escutar 18 peças de música clássica de compositores como, Johann Sebastian Bach, Wolfgang Amadeus Mozart e Johannes Brahms.
 

Os investigadores convidaram os participantes a escolher cinco das 37 cores que melhor se ajustavam à música que estavam a ouvir. Foram escolhidas consistentemente, cores vivas e quentes para as músicas mais alegres e frias e escuras para as peças mais tristes e sombrias.
 

“Surpreendentemente, fomos capazes de prever, com uma precisão de 95%, quão alegres ou tristes eram as cores escolhidas tendo em conta o tipo de emoção transmitida pela música escutada”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Stephen Palmer.
 

Na opinião dos investigadores estes resultados podem ter implicações importantes nomeadamente nas terapias criativas e publicidade. Adicionalmente este estudo pode fornecer informações importantes sobre a sinestesia, uma condição neurológica em que o estímulo de uma via de perceção, como ouvir música, conduz a experiências automáticas, involuntárias em vias de perceção distintas, como a visualização de cores. As pessoas com este tipo de doença rara podem, por exemplo associar um odor ou sabor a um som.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.