Emissões de metano estão a estabilizar

Gás é um dos responsáveis pelo aumento do efeito de estufa

26 novembro 2003
  |  Partilhar:

As quantidades de metano na atmosfera, o segundo gás responsável pelo aquecimento do planeta, depois do dióxido de carbono, deixaram de aumentar e poderão mesmo começar a baixar, disseram esta semana cientistas australianos.Estes trabalhos, realizados por cientistas do centro governamental australiano de investigações CSIRO, a partir da base de vigilância das emissões de gás com efeito de estufa do CSIRO em Cap Grim, na Tasmânia (sul da Austrália), demonstraram que não houve aumento de emissões de metano nos últimos quatro anos após uma subida de 15 por cento durante os 20 anos precedentes e de 150 por cento desde o período pré-industrial.O metano, um gás 23 vezes mais resistente que o dióxido de carbono, é responsável por um quinto do aumento do impacto dos gases com efeito de estufa na atmosfera durante os últimos 200 anos.Pelo contrário, os cientistas referiram que o dióxido de carbono, o principal gás causador do efeito de estufa, é muito mais difícil de controlar que o metano, e que as suas emissões parecem continuar a aumentar. As principais emissões de metano na atmosfera provêm de actividades agrícolas, nomeadamente da produção de arroz ou da criação de gado, bem como dos dejectos, das actividades mineiras e da combustão do carvão, de carburante ou de gás. Os pântanos produzem igualmente emissões de metano.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.