Eliminar gorduras não reduz risco cardíaco ou de cancro nas mulheres

Estudo avalia historial médico de 48.835 mulheres

01 março 2006
  |  Partilhar:

 

Uma dieta baixa em gorduras não parece diminuir os riscos de cancro da mama e cólon, ou de doenças cardiovasculares nas mulheres entre 50 e 79 anos, indica um vasto estudo realizado nos Estados Unidos.
 

 

O estudo, publicado na revista "Journal of the American Medical Association", baseou-se no historial médico de 48.835 mulheres e foi patrocinado pelo governo norte-americano. Segundo as conclusões, as participantes que cumpriram uma dieta com elevado consumo de verduras e muito pouca gordura tiveram a mesma incidência de doenças cardiovasculares e de cancro da mama e do cólon do que as que seguiram um regime alimentar menos disciplinado.
 

 

"Entre as mulheres que passaram a menopausa, uma dieta baixa em gorduras não produziu resultados estatisticamente importantes no que se refere a uma redução significativa do risco de cancro da mama invasivo num período de 8,1 anos", assinala o estudo. Porém, "estes resultados não sugerem que as pessoas possam ter carta branca para comer alimentos gordos sem ter problemas de saúde", advertiu JoAnn Manson, especialista em medicina preventiva no Brigham and Women''s Hospital de Harvard, co-autora do estudo e respeitada nutricionista.
 

 

Por outro lado, o estudo não distingue entre as boas gorduras (provenientes do peixe e dos óleos vegetais) e as gorduras saturadas das carnes vermelhas e dos alimentos de fabrico industrial - referiu Mara Vitolins, perita em Saúde Pública no Wake Forest University School of Medicine, um dos 16 centros universitários que participaram no estudo.
 

 

Fonte: Lusa
 

Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.