Eficácia de medicamentos pode ser avaliada de forma mais rápida e objetiva

Estudo do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar

18 julho 2012
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) desenvolveram uma “equação matemática” capaz de determinar a eficácia de medicamentos em desenvolvimento para doenças neuro-degenerativas de uma “forma mais rápida e objetiva”, dá conta um estudo publicado no “Journal of Biological Chemistry”.
 

Esta nova ferramenta, desenvolvida em parceria com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), “ pode ser fundamental no desenvolvimento de medicamentos” para doenças como Alzheimer, Parkinson ou a Paramiloidose (doença dos pezinhos)”, revelou à agência Lusa, o investigador Pedro Martins.
 

De acordo com Pedro Martins, com esta equação matemática é possível “saltar uma série de passos” na descoberta da eficácia de um novo fármaco.
 

“O modelo está disponível a farmacêuticas e investigadores”, salientou, acrescentando que o objetivo do trabalho foi “encontrar uma equação simples em algo complicado, sem perder o rigor científico associado”.
 

Pedro Martins explicou que esta descoberta pode constituir um enorme passo na investigação de medicamentos mais eficazes para doenças neuro-degenerativas, porque permite compreender a formação de fibras de amiloide”, ou seja, agregados das proteínas que se depositam nos tecidos e que se encontram associadas ao desenvolvimento de patologias neuro-degenerativas.
 

“Com este modelo, é possível de uma forma mais simples descrever e prever o que acontece no caso da formação de fibras de amiloide, na presença ou ausência de inibidores”, acrescentou o investigador.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.