Ecstasy poderá ser usado em terapia...

...mas sob vigilância médica

06 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

 

Os Estados Unidos vão realizar um no novo estudo sobre a administração do ecstasy a doentes terminais como forma de os ajudar a enfrentar a iminência da morte.
 

 

O ecstasy (ou XTC) é uma droga sintética de carácter psico-activo - em termos farmacêuticos conhecida por MDMA - com propriedades químicas semelhantes às dos estimulantes da metanfetamina e às dos alucinogénios da mescalina.
 

 

Segundo os especialistas, a MDMA diminui no paciente os níveis de medo, a percepção de que estão indefesos e aumenta a sua sensação de confiança».
 

 

A decisão foi prontamente aplaudida e considerada como «um passo em frente» pelo psiquiatra Michael Mithoefer, que dirige já um outro estudo, também autorizado pelas autoridades norte-americanas, sobre o uso terapêutico desta droga em vítimas de abusos sexuais.
 

 

O novo estudo será realizado por uma equipa do Hospital McLean, da Universidade de Harvard, e procura determinar quais os efeitos do ecstasy em pacientes terminais. O início dos trabalhos está agora dependente de uma autorização do Departamento Americano Antidrogas (DEA).
 

 

Apesar destas certezas sobre os benefícios terapêuticos, Mithoefer adverte que «a MDMA apenas deve ser usada num contexto terapêutico cuidadosamente controlado».
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.