E.coli: proibida importação de sementes de feno-grego do Egipto

Decisão da Comissão Europeia

08 julho 2011
  |  Partilhar:

A Comissão Europeia proibiu temporariamente a importação de sementes de feno-grego do Egipto e retirar de venda um lote considerado como a ligação “mais provável” entre as intoxicações pela bactéria E. Coli em França e na Alemanha.

 

"A investigação da EFSA concluiu que um lote de sementes de feno-grego importado do Egipto é a ligação mais provável entre as duas epidemias" na Alemanha e em França, anunciou a agência, com sede em Parma, Itália, num relatório publicado no seu sítio da Internet e citado pela agência Lusa.

 

Deste modo, os Estados da UE devem retirar de venda todos os lotes de feno-grego importados do Egipto entre 2009 e 2011 e proceder à sua destruição, acrescentou a Comissão Europeia em comunicado, que adianta que a proibição temporária de importação manter-se-á em vigor até 31 de Outubro.

 

O feno-grego é uma planta de folhas ovais, parecida com o trevo. As sementes são usadas na alimentação por serem muito ricas em fósforo e magnésio. Pode também ser usado como fertilizante na agricultura biológica.

 

O lote suspeito, de 15 toneladas, foi importado em 2009 pela Alemanha e redistribuído para outros países. A EFSA considerou que outros lotes importados do Egipto em 2009 e 2010 podem também estar envolvidos e precisou que continua o inquérito. O lote suspeito regista a presença da estirpe 0104:H4 da bactéria E.Coli enterohemorrágica (ECEH).

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.