Duas crianças internadas com pneumonia adenovírica tiveram alta…

…mas continuam em isolamento durante um mês

20 abril 2004
  |  Partilhar:

Duas das três crianças internadas no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, por infecção respiratória por adenovírus tiveram alta ontem, terça-feira, devendo permanecer agora no seu domicílio durante cerca de um mês, disse à agência Lusa fonte da unidade.Luís Nunes, presidente do conselho de administração do Hospital, explicou que a alta das duas crianças foi acordada com as autoridades de saúde pública, cabendo agora ao delegado de saúde da área de residência acompanhar a evolução do estado das duas crianças e determinar o fim do seu internamento domiciliário. Isto porque, explicou Luís Nunes, depois do vírus desaparecer da garganta do doente, pode continuar a ser expelido através das fezes, às vezes por períodos de um mês.O internamento domiciliário acaba assim por funcionar como um «isolamento natural», até porque «era um castigo deixar as crianças internadas por longas temporadas, e quando já não precisam de cuidados hospitalares», enfatizou Luís Nunes.Na unidade de saúde permanece internada apenas uma criança infectada com adenovírus, cujo estado de saúde é considerado «bom» e que se espera que «possa ir para casa a curto prazo».Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.