Drogas sintéticas estimulantes preocupam autoridades

Dados do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência

16 novembro 2012
  |  Partilhar:

As drogas sintéticas estimulantes são uma das principais preocupações das autoridades que vigiam o consumo de estupefacientes na Europa.
 

Segundo o relatório anual do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT), ao qual a agência Lusa teve acesso, os estimulantes tradicionais, como a cocaína, o ecstasy e as anfetaminas, "competem com um crescente número de drogas sintéticas" como as catinonas.
 

O ritmo a que são descobertas novas drogas sintéticas é de "quase uma por semana" e só em 2012 já foram descobertas 50, quando em 2011 já tinha sido quebrado o recorde dos anos anteriores, com 49 novas substâncias psicoativas.
 

"Mais do que nunca, os jovens estão expostos a uma multiplicidade dessas substâncias em pó e em comprimidos", disse o diretor do Observatório, Wolfgang Götz, acrescentando que os consumidores veem estas drogas como "intercambiáveis" e compram conforme o preço, a disponibilidade e a pureza, que variam muito.
 

Uma dessas drogas, a metilanfetamina (ou 4-MA), está a preocupar o OEDT por suspeita de mortes associadas ao seu consumo na Bélgica, Holanda e Reino Unido e por não ser ainda uma substância controlada na maioria dos países europeus.
 

Wolfgang Götz defende que é preciso "melhorar as análises forenses e toxicológicas" a estes produtos e centrar os tratamentos também nos que procuram ajuda por problemas relacionados com o seu consumo, uma vez que os riscos a eles associados "nem sempre são bem conhecidos pelos consumidores".
 

Apesar da multiplicação dos estimulantes sintéticos, o OEDT salienta que a cocaína continua a ser a segunda droga mais consumida na Europa - a seguir ao cannabis -, estimando-se que cerca de quatro milhões de europeus (1,2% da população) a tenha consumido no último ano.
 

O OEDT refere ainda que se multiplicam novos e desconhecidos compostos químicos vendidos como "novas drogas", algumas delas no circuito das "drogas legais" ou "legal highs", composto por produtos vendidos em alguns casos como adubos para plantas ou ervas aromatizantes.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.