Dr. Morte matou pelo menos 166 pacientes

Shipman foi condenado em 2000 a prisão perpétua por ter morto 15 pacientes

14 julho 2002
  |  Partilhar:

O inquérito oficial ao médico britânico Harold Shipmam, já conhecido por "Dr.Morte", por ter sido condenado pelo assassínio em série de 15 pessoas, concluiu que ele matou pelo menos 166 pacientes, noticia a edição de domingo do jornal "Sunday Times".
 

 

Shipman, 56 anos, foi condenado em Janeiro de 2000 a prisão perpétua por ter morto 15 pacientes, na maioria idosas, mas a polícia considera que o balanço real dos seus crimes é claramente mais elevado.
 

 

A juiz Janet Smith, que dirigiu o inquérito, deverá revelar as suas conclusões a 19 de Julho, em Manchester, no Noroeste da Inglaterra.
 

 

Shipman matava os seus doentes na casa deles, injectando- lhes sobredoses de morfina. Negou sempre os factos e desconhecem- se as suas motivações.
 

 

As famílias das presumíveis vítimas do médico serão informadas das conclusões preliminares do relatório, 48 horas antes de ele ser divulgado.
 

 

As conclusões da juíza Janet Smith terão força jurídica, o que significa que o médico será oficialmente reconhecido culpado do número de mortes determinado pela magistrada e que não haverá novo processo.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.