Doutoramento em Biologia Computacional arranca este ano lectivo

Área fundamental para o progresso das Ciências da Vida e da Biomedicina

20 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

O Instituto Gulbenkian de Ciência, em Oeiras, iniciou neste novo ano lectivo um programa pioneiro de doutoramento em Biologia Computacional, uma área considerada fundamental para o progresso das Ciências da Vida e da Biomedicina.
 

 

Este programa piloto apresentado à imprensa na semana passada resulta de uma parceria entre a Fundação Calouste Gulbenkian, a Siemens Portugal e o Ministério da Ciência e do Ensino superior, através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.
 

 

Entre outras questões, a Biologia Computacional permite aprofundar as causas do envelhecimento dos seres vivos ou do desenvolvimento do cancro. Trata-se de uma abordagem integrada de métodos computacionais, matemáticos e estatísticos, e de conceitos biológicos, bioquímicos e fármaco-clínicos, que visa a manipulação e análise da informação biológica.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.