Dormir menos de 6 horas e mais de 9 pode pôr a vida em risco

Estudo publicado na revista “Sleep”

18 maio 2010
  |  Partilhar:

As pessoas que dormem menos de 6 horas por noite têm um risco 12% maior de morrer prematuramente do que quem dorme entre 6 a 8 horas, aponta um estudo publicado na revista “Sleep”.

 

O estudo, realizado por cientistas da University of Warwick, no Reino Unido, e da Universidade Federico II, em Nápoles, Itália, alerta, contudo, para o facto de poder ser motivo de preocupação dormir mais de 9 horas por noite. Isto porque, dizem em comunicado de imprensa, essa prática pode indicar uma doença subjacente grave e potencialmente fatal.

 

O trabalho, liderado por Francesco Cappuccio, teve por base uma revisão de 16 estudos realizados no Reino Unido, nos EUA, na Europa de Leste e nos países do leste asiático, através do cruzamento dos dados “duração do sono” e “mortalidade”. O estudo incluiu mais de 1,3 milhões de voluntários, acompanhados ao longo de 25 anos, tendo sido registadas nesse período 100 mil mortes.

 

Quando comparado com o dormir em média entre 6 a 8 horas por noite, o estudo concluiu que existe uma relação directa entre os dois tipos de sono, o curto e o longo, e um maior risco de morte prematura.

 

Enquanto o sono curto pode ser uma causa do desencadeamento de problemas de saúde, o sono longo representa mais um indicador de problemas de saúde, sublinham os cientistas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.