Dor: porque é sentida de forma diferente?

Estudo publicado na revista “Pain”

17 janeiro 2014
  |  Partilhar:

A intensidade com que as pessoas sentem a dor está associada com a estrutura do cérebro, refere um estudo publicado na revista “Pain”.
 

O cérebro é formado pelas substâncias cinzenta e branca. Enquanto a primeira processa a informação, tal como um computador, a outra coordena a comunicação entre as diferentes partes do cérebro.
 

“Verificámos que a diferença na quantidade de substância cinzenta, em determinadas regiões do cérebro, está relacionada com a sensibilidade das pessoas à dor”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Robert Coghill.
 

De forma a chegarem a estas conclusões, os investigadores Wake Forest Baptist Medical Center, nos EUA, recrutaram 116 indivíduos saudáveis, os quais avaliaram a intensidade da dor à medida que uma pequena área do braço ou perna era aquecida a 49ºC. Após a realização deste teste de sensibilidade à dor, a estrutura dos seus cérebros foi registada através de uma ressonância magnética.
 

O estudo apurou que os participantes que tinham sentido mais dor apresentavam menos substância cinzenta, em regiões do cérebro conhecidas por estarem envolvidas nos pensamentos internos e no controlo da atenção. Estas regiões incluem o córtex parietal posterior e duas outras regiões que fazem parte da rede de modo padrão  (do inglês default mode network): o córtex cingular posterior e o precuneus.
 

De acordo com o investigador, ”a rede de modo padrão poderá competir com a atividade cerebral que gera a experiência à dor, os indivíduos com uma maior atividade de modo padrão poderão ter uma menor sensibilidade à dor”.
 

Por outro lado, algumas áreas do córtex parietal posterior desempenham um papel importante no controlo da atenção. Assim, os indivíduos que conseguem manter a sua atenção focada podem também ter um maior controlo da dor.
 

De acordo com Robert Coghill, este tipo de diferenças estruturais podem ajudar no desenvolvimento de melhores ferramentas de diagnóstico, classificação, tratamento e ainda de prevenção da dor.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.