Dor no peito ainda é comum um ano depois da ocorrência de Enfarte do Miocárdio

Estudo publicado nos “Archives of Internal Medicine”

08 julho 2008
  |  Partilhar:

Um ano após terem sofrido um Enfarte do Miocárdio (EM), um em cada cinco pacientes ainda sente dores no peito, aponta um estudo publicado nos “Archives of Internal Medicine”.
 

 

De acordo com os especialistas, eliminar a angina, ou dor no peito, é um dos principais objectivos dos cuidados médicos pós-enfarte.
 

 

O estudo realizado no Denver Veterans Affairs Medical Center, nos EUA, analisou dois mil pacientes que sofreram EM, tendo sido verificado que 20% ainda sofria de dores no peito um ano após o episódio. Entre eles, 1,2% sentia dores todos os dias, 3% tinha dores todas as semanas, e mais de 15% apresentavam sintomas dolorosos, pelo menos, uma vez por semana.
 

 

Os resultados também demonstraram que os pacientes que sentiam dores no peito um ano após o EM eram, na sua maioria, mais jovens, homens “não-caucasianos”, que já tinham sofrido de angina e já tinham passado por cirurgias de revascularização miocárdica.
 

 

Além disso, segundo os autores, esses pacientes também apresentam uma maior probabilidade de continuarem com os hábitos tabágicos e de apresentarem sintomas depressivos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.