Dor associada à anemia falciforme: arginina mostra-se promissora

Estudo publicado na revista “Haematologica”

19 setembro 2013
  |  Partilhar:

A arginina pode ser um tratamento eficaz e seguro para os episódios de dor aguda sentidos pelos pacientes com anemia falciforme, sugere um estudo pulicado na revista “Haematologica”.
 

A hemoglobina, presente nos eritrócitos, é responsável pelo transporte do oxigénio dos pulmões para as outras células do corpo. Na anemia falciforme, uma doença hereditária, o organismo produz eritrócitos que contêm hemoglobina-S, uma forma não funcional desta proteína. O facto de a hemoglobina não estar funcional faz com que os eritrócitos adquiram a forma de uma foice, bloqueando frequentemente o fluxo dos vasos sanguíneos, e conduzindo ao aparecimento de dores severas e danos nos órgãos.
 

O estudo refere que a arginina é um aminoácido encontrado na dieta normal, mas que também está disponível sobre a forma de suplemento nutricional. Estudos anteriores realizados pela mesma equipa de investigadores tinham constatado que, em crianças, durante um episódio de dor, havia uma deficiência aguda de arginina. Por outro lado, a deficiência em óxido nítrico, um potente vasodilatador, tem sido envolvida nesta doença, podendo contribuir para o bloqueio dos vasos e aparecimento da dor. Uma vez que a arginina está envolvida no processo de síntese do óxido nítrico, os investigadores questionaram-se sobre o potencial efeito benéfico deste aminoácido no tratamento da dor associada à anemia falciforme.
 

O estudo anterior também apurou que a administração de uma única dose de arginina, a pacientes com anemia falciforme e dores severas, era capaz de aumentar significativamente a concentração do óxido nítrico no sangue.
 

Tendo por base estes resultados, os investigadores da Escola de Medicina da Universidade de Emory, nos EUA, levaram a cabo um ensaio clínico que envolveu a participação de 38 crianças com anemia falciforme, que tinham sido hospitalizadas como resultado da ocorrência de 56 episódios de dor. O estudo apurou que, comparativamente com a administração de um placebo, a toma de arginina conduziu a uma redução de 54% da utilização de opióides e que a dor atingiu níveis significativamente mais baixos.
 

A primeira autora do estudo, Claudia R. Morris, explica que os episódios de dor resultantes da vaso-oclusão são a causa principal de admissão nos hospitais, estando também associada a um aumento da mortalidade. Mas infelizmente ainda não existe uma terapia eficaz que tenha por alvo a causa associada. O tratamento apenas consiste no alívio da dor e hidratação. Desta forma “é urgente encontrar novas terapias para a dor associada à anemia falciforme, mas a redução de mais de 50% no uso de opióides é um achado notável”, disse a investigadora.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.