Dois minutos de marcha por hora reduzem malefícios do sedentarismo

Estudo publicado no “Clinical Journal of the American Society of Nephrology”

11 maio 2015
  |  Partilhar:
Um novo estudo sugere que caminhar durante dois minutos por hora pode protelar o risco de morte devido a longos períodos sentado.
 
Vários estudos têm vindo a demonstrar que passar longos períodos sentado de forma contínua está associado à deterioração da saúde, doença cardíaca, diabetes, problemas crónicos de saúde e à morte prematura. Adicionalmente, 80% dos americanos não consegue praticar as 2,5 horas recomendadas, por semana, de atividade física.
 
O estudo conduzido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Utah, nos EUA, teve como enfoque identificar formas mais fáceis de se trocar períodos de sedentarismo por momentos de atividade física mais leve com o intuito de se conseguir benefícios para a saúde.
 
Para o estudo, os investigadores utilizaram dados recolhidos de uma sondagem sobre saúde e nutrição norte-americana para analisar se longos períodos de atividade de muito baixa intensidade (como estar de pé) e baixa intensidade (como limpar a casa, jardinagem ligeira e caminhar descontraidamente) aumentavam a longevidade de pessoas que permanecem sedentárias em mais de metade das horas de vigília.
 
Apesar de não ter sido apurado qualquer benefício em trocar dois minutos sentado por dois minutos de pé, foi observada uma redução de 33% no risco de morte com a troca de dois minutos sentado por dois minutos por hora despendidos numa atividade de baixa intensidade.
 
Srinivasan Beddhu, docente de medicina interna e autor principal deste estudo, comenta que “foi fascinante ver os resultados, porque atualmente o enfoque nacional está nas atividades de intensidade moderada ou vigorosa. É intrigante observar que a atividade leve estava associada a uma menor mortalidade”.
 
Ainda segundo o investigador, se assumirmos que passamos 16 hora por dia despertos, dois minutos de marcha por hora fazem despender 400Kcal por semana. Este número de calorias aproxima-se das 600Kcal requeridas para se concretizar o objetivo semanal de exercício moderado. 
 
O exercício moderado fortalece o coração, músculos e ossos e proporciona ainda outros benefícios que as atividades de baixa e muito baixa intensidade não conferem. “Com base nestes resultados, recomendamos adicionar-se dois minutos de marcha por hora, combinados com as atividades normais, as quais devem incluir duas horas e meia de exercício físico moderado semanal”, aconselha o autor. 
 
Serão necessários ensaios de grande escala, interventivos e aleatórios para comprovar que a troca de tempo sentado por atividades leves conduz a uma melhor saúde.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.