Dois jovens espanhóis morreram devido à variante humana da doença das "vacas loucas"

Relatório do Governo espanhol

09 abril 2008
  |  Partilhar:

Dois jovens de Castela e Leão, em Espanha, morreram há mais de um mês devido à variante humana da doença das "vacas loucas", a qual terão contraído há cerca de oito anos, anunciaram fontes do Governo espanhol.  

 

Os dois jovens são as primeiras vítimas mortais de Encefalopatia Espongiforme Bovina (BSE), na variante Creutzfeldt-Jakob, desde 2005.  

 

As autoridades insistem que nenhuma das mortes tem consequências epidemiológicas e que os casos foram acompanhados com base no protocolo em vigor que obriga a que sejam notificados à rede nacional e europeia de saúde.  

 

Responsáveis de saúde espanhóis admitem ser possível que existam casos pontuais como estes em Espanha, à semelhança do que ocorreu noutros países europeus, como a França.  

 

Dado tratar-se de uma doença cujos sintomas demoram uma média de oito anos para se manifestar, é possível que novos casos surjam no futuro.  

 

Fontes: Lusa e EL País  

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.