Dois fármacos contra Parkinson podem prejudicar coração

Investigação apresentada na The New England Journal of Medicine

11 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

Estudos realizados no Reino Unido e na Itália mostram que os fármacos pergolide e cabergoline aumentam o risco de lesões nas válvulas cardíacas
 

Dois fármacos usados para combater a doença de Parkinson causam graves lesões cardíacas, segundo revelam dois estudos publicados pela revista The New England Journal of Medicine. O pergolide e o cabergoline aumentam, de maneira considerável, o risco de lesões nas válvulas cardíacas.
 

 

Um dos estudos analisou o histórico médico de 11.417 pacientes no Reino Unido, tendo o outro avaliado 245 pessoas em Itália. Ambos constataram os resultados de pesquisas anteriores que assinalavam que os fármacos põem em actividade um receptor celular, conhecido como 5-HT2b, o qual pode lesionar as válvulas cardíacas e causar paragem cardíaca e morte.
 

 

O estudo britânico mostrou que os doentes de Parkinson aos quais foi prescrito o pergolide aumentaram 7,1 vezes o risco de sofrer lesões nas válvulas cardíacas, em comparação com pacientes que seguiram outro tratamento. Nos casos em que a dose foi aumentada o perigo aumentou 37 vezes.
 

 

No estudo italiano, foi administrado pergolide a um grupo de pacientes e noutro o cabergoline. Um terceiro recebeu um tratamento alternativo contra a doença de Parkinson.
 

 

Os resultados mostraram que 23,4% dos pacientes que receberam pergolide e 28,6% que tomaram carbegoline sofreram problemas cardíacos, em comparação com 5,6% no grupo de controlo. "Recomendamos aos médicos que não receitem fármacos que tenha estas propriedades bioquímicas", manifestou Bryan Roth, investigador da University of North Carolina Chapel Hill num comentário publicado na revista.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.