Dois cafés por dia aumentam risco de aborto

Estudo publicado no “American Journal of Obstetrics”

23 janeiro 2008
  |  Partilhar:

 

O consumo de dois cafés por dia durante a gravidez pode dobrar as probabilidades de uma Interrupção Espontânea da Gravidez (IEG), aponta um estudo publicado na revista científica “American Journal of Obstetrics”.
 

 

A pesquisa afirma que a ingestão de 200 mg de cafeína por dia (o equivalente a dois cafés) pode ser o suficiente para provocar o término da gravidez. Os especialistas entrevistaram 1.063 mulheres, às quais pediram pormenores sobre o consumo de cafeína até a 20ª semana de gestação.
 

O estudo descobriu que 102 mulheres já tinham tido uma IEG quando da elaboração do questionário, enquanto as outras 70 abortaram nos dias que se seguiram.
 

 

Entre as 264 mulheres que disseram não ter consumido cafeína, a percentagem de aborto foi de 12,5% e entre as 164 que disseram ter ingerido 200 miligramas ou mais de cafeína por dia, 24,5% abortaram.
 

 

O coordenador do estudo, De-Kun Li, aconselha que as grávidas se abstenham de café nos três ou quatro primeiros meses da gravidez. "Se por alguma razão for impossível deixar de tomar café, devem tomar apenas uma chávena por dia ou então a versão descafeinada", alerta o especialista.
 

Segundo o estudo, o aumento do risco de aborto foi associado directamente à cafeína e não a outros factores de risco, como idade da grávida ou tabagismo.
 

 

Estudos anteriores mostraram que a cafeína pode atravessar a placenta, mas ainda não está claro como a substância pode afectar no desenvolvimento do feto.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.