Doga: Ioga para cães e donos

Nova Iorque inicia aulas contra stress canino

27 julho 2003
  |  Partilhar:

Meditar faz bem ao corpo mas também à alma e inúmeros estudos têm confirmado os poderes das técnicas de relaxamento, nomeadamente, no combate à ansiedade.
 

 

Um pouco por todo o mundo, são muitos os adeptos deste tipo de exercício, mas os nova-iorquinos chegaram mais longe. Para todos os que se mostravam preocupados com a saúde mental de seus melhores amigos, a solução está à vista: ioga canino.
 

 

As aulas acontecem uma vez por mês num parque do centro da cidade. Sarah Klein, ela própria adepta da modalidade, diz que basta meia hora de ioga para que seu cocker spaniel Isaac fique mais calmo.
 

 

A actividade começa com a leitura de um curto texto, e depois os participantes (os donos) entoam o mantra «om». Na segunda parte, donos e cães seguem a instrutora e induzem os seus cães a fazerem as tradicionais posições da ioga. Todos eles curvam os corpos dos cães até a chamada «pose da criança», rebaptizada aqui para «pose da cria».
 

 

Conforme os curiosos se aglomeram, os donos, maioritariamente mulheres, alongam os bichos -- todos de pequeno porte -- à esquerda e à direita, e depois suspendem-nos pelas patas dianteiras. De vez em quando, a pausa serve para trazer os cães mais inquietos de volta ao local e calar os seus latidos.
 

 

Enquanto os exercícios decorrem, a instrutora vai incentivando os donos a dar amor aos seus animais. «A prática de ioga inspirou-se nos animais. É um instinto natural», explicou a instrutora à agência Reuters.
 

 

Após alguns minutos, três mulheres abandonavam deixaram a aula levando os seus cães, mas as que ficaram garante que vale a pena. É que os exercícios físicos são tão relaxantes paar os donos como para os seus animais de estimação.
 

 

A ioga para cães também já está popularizada fora de Nova Iorque. «Doga: Yoga for Dogs» é um livro recente publicado nos EUA que também vai chegar à Europa. O livro, que traz dicas de como praticar ioga com os bichos, baseia-se no facto de que algumas posições importantes terem sido inspiradas nos movimentos dos cães.
 

 

Além disso, o guru Bruce Van Horn está a estudar os efeitos psicológicos do ioga em cães abandonados, num canil de Nova Jersey. O uso de técnicas de redução do stress, como o controlo da respiração, para acalmar os cães ajuda a que estes consigam ser adoptados e adaptarem-se aos donos. Para o guru, os benefícios desta técnica são inúmeros. Mas o mais importante: «É algo que cura», afirmou.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.