Doentes psiquiátricos com mais riscos de morte por Doenças Cardiovasculares

Trabalho divulgado nos Archives of General Psychiatry

07 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

As pessoas que sofrem de Distúrbios Psiquiátricos graves correm maior risco de morrer de Doenças Cardiovasculares do que o resto da população, segundo um estudo britânico.
 

 

Em contrapartida, os riscos de desenvolver um cancro não aumentam, constataram os autores desta pesquisa efectuada na Grã-Bretanha e cujos resultados estão publicados na edição de Fevereiro da Archives of General Psychiatry.
 

 

Os efeitos secundários dos antipsicóticos assim como do tabagismo, do modo de vida e da pobreza contribuem frequentemente para a deterioração da saúde deste grupo de pessoas.
 

 

O estudo mostra que as pessoas que sofrem de Doenças Mentais graves, com idades entre os 18 e os 49 anos, correm 3,22 vezes mais o risco de morrer vítimas de uma Doença Cardíaca e 2,53 vezes mais riscos de morrer de AVC, do que as pessoas que não sofrem deste tipo de perturbações.
 

 

Para efectuar este estudo, os investigadores seleccionaram 46.136 pessoas que sofriam de diferentes perturbações psiquiátricas, entre elas esquizofrénicos e maníaco-depressivos, e 300.426 pessoas que não apresentavam qualquer tipo de problemas mentais. Os investigadores compararam as taxas de mortalidade devida a Doenças Cardíacas e aos sete tipos de cancro mais frequentes na Grã-Bretanha (cancro das vias respiratórias, da mama, da próstata, do estômago, do esófago, do pâncreas e colo-rectal).
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.