Doentes do SNS com depressão poderão fazer tratamento através de smartphone

Projeto da organização não governamental EUTIMIA

27 maio 2015
  |  Partilhar:
Doentes do Serviço Nacional de Saúde diagnosticados com depressão ligeira a moderada poderão contar, a partir de setembro, com uma plataforma digital de autoajuda prescrita pelo médico de família para combater a doença e prevenir o suicídio, noticia a agência Lusa.
 
Esta plataforma faz parte de um projeto da EUTIMIA, uma organização não-governamental (ONG) que apoia sobreviventes do suicídio.
 
De acordo com as declarações à Lusa de Ricardo Gusmão, psiquiatra e dirigente desta ONG, o recurso a esta ferramenta cognitiva comportamental é feito apenas através de prescrição do médico de família, que acompanhará o utente, juntamente com um enfermeiro ou psicólogo, ao longo das oito semanas, que correspondem aos oito módulos, que compõem o tratamento.
 
Segundo este especialista, esta plataforma “basicamente responde às necessidades de 90% dos doentes com depressão nos cuidados de saúde primários”.
 
“As pessoas são chamadas a interagir com o smartphone ou o tablet e, desta forma, registar os resultados que são enviados para a pessoa que está a orientar este processo do tratamento”, afirmou.
 
De acordo com o psiquiatra, está demonstrado cientificamente que funciona tanto como ir ao psicólogo fazer esta técnica cognitivo-comportamental face a face.
 
Para pôr em prática este projeto, os médicos vão ser treinados para reconhecer quem é que tem indicação para lhe ser prescrita esta plataforma e os enfermeiros e psicólogos vão ser treinados para fazer essa orientação.
 
Em setembro vai ter início a formação dos líderes regionais (entre 12 a 20 pessoas no norte), que irão depois treinar “peritos em depressão” que trabalham nos serviços de saúde primários e que ficam capacitados para diagnosticar e tratar a depressão, inclusivamente por meios não farmacológicos.
 
Ao todo o projeto irá envolver 4.300 profissionais de saúde primários (900 dos quais serão considerados “peritos de depressão”) e um total estimado de um milhão de utentes, 200 mil dos quais com depressão.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.