Doentes cardíacos sentem falta de sexo

Situação pode levar a graves problemas psicológicos

02 setembro 2003
  |  Partilhar:

A falta de actividade sexual é um problema que afecta grande parte dos doentes cardíacos. Um estudo conduzido pelo cardiologista italiano Massimiliano Basso, realizado no Hospital S. Paulo, em Savona (Itália), revela que a maioria dos doentes cardíacos não tem uma actividade sexual regular e uma percentagem significativa não pratica sequer sexo.
 

 

Estas conclusões do estudo revelam para o facto dos médicos muitas vezes descurarem nos tratamentos, mas que pode conduzir a graves problemas psicológicos. O trabalho foi apresentado terça-feira em Viena no 25º Congresso Anual da Sociedade Europeia de Cardiologia.
 

 

A investigação partiu da constatação dos especialistas de uma forte incidência de problemas de carácter sexual entre as pessoas que sofrem de doenças cardíacas.
 

 

Segundo Massimiliano Basso, a incapacidade de obter uma vida sexual satisfatória conduz a efeitos psicológicos nada recomendados a quem sofre problemas cardíacos: ansiedade e depressão.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.