Doentes cardíacos não são medicados

Rastreio a 1.412 moradores dos concelhos de Amadora e Sintra

13 junho 2006
  |  Partilhar:

Um rastreio junto da população de Sintra e Amadora detectou que a maioria das pessoas com colesterol alto ou pressão arterial elevada não tomava medicação, apesar destes serem os principais factores de risco de doenças cardiovasculares.De acordo com os resultados de um rastreio sobre o risco cardiovascular, elaborado pelo Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) a 1.412 moradores dos dois concelhos, 31% dos inquiridos tinha colesterol total elevado, mas apenas três em cada dez tomava medicação para controlar a situação.Mais graves foram os casos de pressão arterial elevada, que foram detectados junto de 70% dos inquiridos, dos quais 40% não estavam a ser medicados. A prática de exercício físico também foi um dos problemas detectados no rastreio, já que seis em cada dez pessoas disse não fazer qualquer tipo de exercício.No entanto, o professor coordenador do projecto salientou como dado positivo o número de tabagistas, que não atinge os 10% dos rastreados. De acordo com Vítor Gil, responsável pelo trabalho, o estudo teve uma predominância junto da população feminina, que representa 71% dos inquiridos, e nas pessoas com mais idade, principalmente a partir dos 60 anos.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.