Doenças reumáticas atingem entre 25 a 30 por cento dos portugueses

Dados apresentados no XIII Congresso Português de Reumatologia

29 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Cerca de 25 a 30 por cento da população portuguesa sofre de doenças reumáticas, uma patologia crónica que está em crescimento com custos directos e indirectos "elevados", alertou o especialista Augusto Faustino, durante o XIII Congresso Português de Reumatologia que hoje termina nos Açores.
 

 

O reumatologista apelou à realização de diagnósticos precoces para que se possa retardar a evolução da patologia, que afecta pessoas de ambos os sexos e de idades variadas. Augusto Faustino defendeu, por isso, a necessidade de aumentar o número de especialistas nesta área, tanto nos Açores como no resto do país. "Temos cerca de 110 especialistas no continente e 40 novos internos em formação", revelou Augusto Faustino, para quem será possível dar "um novo fôlego" à reumatologia para que "tenha realmente uma cobertura nacional".
 

 

Segundo disse, só alargando o número de vagas se poderá cumprir a regulamentação legal destinada a criar uma rede de referenciação hospitalar em reumatologia, uma especialidade já existente em 17 unidades e serviços no país. Augusto Faustino referiu, ainda, que está a decorrer até Outubro uma campanha nacional de sensibilização contra a artrite reumatóide, uma doença que resulta da alteração do sistema imunitário e que afecta a forma, alinhamento e movimento das articulações.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.