Doenças raras pedem comparticipação total dos medicamentos

Associação vai catalogar fármacos “imprescindíveis à vida”

14 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

A Associação de Doenças Raras está a elaborar uma lista dos medicamentos necessários a quem padece destas patologias para propor ao Ministério da Saúde que os comparticipe na totalidade.
 

 

Paula Brito e Costa, presidente da Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras, indicou à Lusa que a intenção é "catalogar os medicamentos considerados imprescindíveis à vida", necessários para as cerca de 300 patologias que a associação representa, "para que depois o grupo de trabalho do Ministério da Saúde os possa analisar".
 

 

Apesar de muitas vezes não existirem medicamentos específicos para as doenças raras, há fármacos que são necessários ao tratamento do doente e manutenção da sua qualidade de vida. São esses que a Raríssimas quer apresentar ao Ministério da Saúde para que venham a ser considerados "imprescindíveis à vida" do doente.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.