Doenças mentais: identificado marcador biológico

Estudo publicado na revista “EBioMedicine”

25 junho 2015
  |  Partilhar:

Investigadores americanos identificaram, pela primeira vez, um marcador biológico capaz de diagnosticar doenças mentais em mulheres, dá conta um estudo publicado na revista “EBioMedicine”.
 

Os investigadores da Universidade da Califórnia, nos EUA, constataram que o gene XIST, que é responsável pela inativação de uma das duas cópias do cromossoma X nas células que armazenam material genético, funciona excessivamente nas mulheres com doenças mentais, como a doença bipolar, depressão e esquizofrenia.
 

O estudo, liderado por Xianjin Zhou, sugere que a produção excessiva de XIST e os genes do cromossoma X inativo são denominadores comuns no desenvolvimento de doenças psiquiátricas em pacientes com doenças cromossómicas raras, nomeadamente síndrome de Klinefelter e trissomia X, e nas pacientes com doenças psiquiátricas.
 

"Tem havido uma grande urgência para identificar biomarcadores para a doença mental que podem afetar significativamente a investigação e o desenvolvimento de medicamentos," revelou, em comunicado de imprensa, Xianjin Zhou.
 

Para o estudo os investigadores utilizaram 60 linhas celulares linfoblastoides de pacientes do sexo feminino, a maioria das quais tinha antecedentes familiares de doença mental. Aproximadamente 50% das pacientes tinha níveis anormalmente elevados de XIST e de outros genes associados ao cromossoma X.
 

Na opinião dos investigadores, a reversão da atividade do cromossoma X inativo em pacientes que sofrem de doença mental pode funcionar como uma nova e potencial estratégia para o tratamento de doenças psiquiátricas.
 

“Os nossos resultados indicam que uma grande subpopulação de pacientes psiquiátricas têm uma função alterada do cromossoma X inativo. Estes resultados são importantes no diagnóstico precoce da doença mental podendo resultar no desenvolvimento de um teste sanguíneo simples que conduziria melhores intervenções, terapias e opções terapêuticas”, conclui, Xianjin Zhou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.