Doença pulmonar obstrutiva crónica aumenta em Portugal

Diagnóstico incorrecto piora situação dos doentes

20 setembro 2004
  |  Partilhar:

A doença pulmonar obstrutiva crónica_ DPOC_ é já a sexta causa de morte em Portugal, fortemente associada a hábitos tabágicos. De acordo com os resultados de um estudo de cuidados primários apresentado na conferência anual da European Respiratory Society (ERS) em Glasgow, doentes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) são frequentemente sujeitos a um diagnóstico incorrecto ou mantêm-se sem diagnóstico podendo, por esta razão, não ser submetidos ao tratamento mais adequado.A DPOC é uma doença respiratória progressiva que causa uma deterioração significativa da função pulmonar e dispneia crónica, o que pode conduzir a uma debilitação grave. A limitação crónica do  débito aéreo associado à DPOC leva a que o excesso de ar fique retido nos pulmões após uma expiração completa. Esta condição, conhecida como inflação (air trapping), é a principal causa da dispneia, que limita muitas vezes a capacidade do doente em executar as suas tarefas diárias, tais como caminhar, subir escadas ou tomar um duche.Apesar da DPOC ser a quarta principal causa de morte em todo o mundo, provocando 2,75 milhões de mortes anualmente, estima-se que até cerca de 75 por cento dos doentes na Europa e 50 por cento nos Estados Unidos não são diagnosticados. Em Portugal a DPOC é já a sexta causa de morte por doença.De acordo com Reis Ferreira, pneumologista do Hospital da Força Aérea, os médicos portugueses têm notado também que esta doença está subdiagnosticada devido a estudos epidemiológicos que têm sido realizados. «Em Portugal, o que se verifica é sobretudo um diagnóstico tardio, em fases onde já é mais difícil tratar esta doença».Este pneumologista considera que os médicos deviam confiar mais em métodos de diagnóstico como o estudo do sopro (em repouso e em esforço) e da capacidade vital, banalizando estes métodos em centros de saúde e consultórios. No que concerne às causas da DPOC, Reis Ferreira alerta «o número de fumadores está a aumentar em Portugal, especialmente nas mulheres. Daí que a DPOC, causada essencialmente por hábitos tabágicos, cresça na mesma proporção, ao contrário do que acontece nos restantes países da Europa e nos Estados Unidos, onde o número de fumadores está a diminuir». MNI_Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.