Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica afeta 14,2% dos portugueses

Novartis lança tratamento inovador

28 janeiro 2014
  |  Partilhar:

A Novartis desenvolveu um novo tratamento para a Doença Pulmonar Obstrutiva (DPOC), uma doença pulmonar de evolução progressiva, potencialmente fatal, associada ao tabagismo, que se estima que afete 14,2% da população portuguesa.
 

De acordo com o comunicado de imprensa enviado pela Novartis, esta nova terapêutica consiste num broncodilatador anticolinérgico de nova geração, o qual está indicado para o tratamento de manutenção da DPOC, com uma única inalação diária, aumentando e mantendo por 24 horas a capacidade respiratória do doente.
 

"No tratamento da DPOC a adesão do doente à terapêutica é fundamental para controlar os sintomas e progressão da doença e para isso contribuem um conjunto de fatores nomeadamente os dispositivos de inalação. No caso desta recente terapêutica, de rápido início de ação, o doente consegue controlar a inalação graças ao mecanismo que lhe permite ouvir um som, sentir um sabor característico e controlar visualmente a administração do medicamento devido à transparência das cápsulas, explicou o Diretor do Serviço de Pneumologia do Hospital de São João, José Agostinho Marques.
 

Esta doença que afeta cerca de 210 milhões de pessoas a nível mundial é atualmente a quarta principal causa de morte, sendo responsável por cerca de 6% de todas as mortes no mundo. Apesar de ser frequentemente considerada uma doença da população idosa estima-se que 50% dos doentes tenham idade inferior a 65 anos, encontrando-se no auge da sua capacidade contributiva e de responsabilidade familiar.
 

A DPOC é caracterizada por falta de ar, expetoração excessiva (uma mistura de saliva e muco nas vias aéreas), tosse crónica, pieira e dificuldade em respirar. A doença pode ser diagnosticada por um simples exame designado por espirometria, que mede a quantidade do ar que uma pessoa consegue inspirar e expirar, e com que velocidade é expelida. No entanto, a maioria das pessoas não é diagnosticada com DPOC antes de a doença se encontrar numa fase avançada.
 

Na Europa, estima-se que 4% a 10% dos adultos venham a ser afetados. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o total de mortes por DPOC deverá aumentar em mais de 30% nos próximos 10 anos, a menos que sejam tomadas medidas urgentes para reduzir os fatores de risco, refere ainda o comunicado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.